Dourogás quer desenvolver negócio do gás natural veicular em acordo com SEAT

24 de julho de 2019

Depois de ter vendido a Goldenergy aos suíços da Axpo, a Dourogás está agora apostada em desenvolver o mercado do gás natural veicular (GNV), confirma a própria empresa liderara por Nuno Moreira.

A Dourogás celebrou um protocolo de colaboração com a construtora espanhola SEAT (que integra o grupo Volkswagen) com vista à oferta de descontos no gás natural comprimido face ao preço de venda ao público.

Além disso, a Dourogás “tem seguido uma política de investimento na criação e expansão de uma rede nacional de postos de abastecimento e na celebração de parcerias e de protocolos que permitam a criação de sinergias”, referiu a empresa em comunicado.

Nesse sentido, a Dourogás celebrou um outro protocolo de cooperação com a BP Portugal com o objetivo de desenvolver projetos de instalação de GNV em alguns postos da rede de combustíveis da BP em Portugal, nomeadamente na Maia e em Vilar Formoso. Nestes locais, ambas as empresas estão já a avançar com a instalação de armazenamento de gás natural liquefeito e de postos de abastecimento de GNV na forma de gás natural liquefeito e gás natural comprimido.

Consórcio Europeu ECO-GATE

Ainda no domínio da ampliação da rede de infraestruturas de fornecimento de gás natural veicular, o Grupo Dourogás integra o Consórcio Europeu ECO-GATE, que tem como objetivo promover uma utilização mais eficiente e mais competitiva do gás natural convencional e do gás natural renovável

Abastecer 80% dos veículos em Portugal é o objetivo

Para Nuno Moreira, CEO da Dourogás, “esta parceria deixa-nos muito satisfeitos pois partilhamos com a SEAT a visão de que o GNC é uma das melhores soluções para a mobilidade automóvel, podendo assumir-se como uma alternativa sustentável aos combustíveis tradicionais, permitindo a redução de emissões e de custo. Acreditamos que os clientes SEAT valorizam a poupança que o GNV consegue gerar no abastecimento nos nossos postos, sendo um argumento imbatível para optarem por estes veículos. Com a construção de 3 novos postos, serão 10 postos GNV disponíveis um pouco por todo o país, que permitirá abastecer 80% dos veículos em Portugal

Fonte: Dinheiro Vivo.